Outback – O pão docinho

Está bem… existem milhares de outras coisas no Outback que nos chamam atenção além do pão quentinho com manteiga “de verdade” que é servido como entrada. Será?

Fomos no Outback esses dias, pela primeira vez! Comemos uma salada com umas fatias de filé (é, fatia sim). Boa? É, boa a salada, com molho bem forte (nós nao gostamos muito de coisas apimentadas), como em todos os pratos servidos. Graças a garçonete que foi extremamente gentil, não passamos por mal bocados por que ela sempre avisava: Este prato é forte. Então, acabou sobrando a salada que era mais “fraco”. OK! Vamos nessa. Pedido feito.

Garçonete: Vou trazer o pãozinho da entrada.

Trouxe aquele pãozinho marrom, olhei para a cara dele, hmmmm… nao gosto muito desses “pão preto”, mas vamos lá. Comi um pedacinho. Ahhhhhh! Quentinho, docinho, macio, derretendo na boca! De onde saiu aquele pãozinho? Quero outro!!! Daí veio a notícia ruim: É só um por mesa! Hein? Como assim? Uma com duas pessoas e outra com oito pessoas pode ter um pãozinho só? Afff

Bom… regras a parte, perguntei para o Google se ele conhecia o pão delicioso do Outback. E não é que conhecia mesmo? Milhares de receitas, com poucas variações entre elas.

Eu ainda não posso fazer, por que ainda estou com os movimentos dos braços limitados, mas tão logo receba alta do médico farei o pãozinho.

De todas as receitas que vi, gostei dessa:

ChefRS

Ingredientes

  • 1 e ¼ xícaras de água morna
  • 2 colheres de sopa de margarina
  • ¼ de xícara de mel
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de farinha de trigo integral
  • 1 xícara de farinha de centeio
  • 1 colher de sopa de chocolate em pó
  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • ½ colher de chá de sal
  • 2 colheres de chá de fermento biológico seco instantâneo
  • quanto basta fubá

Modos de Preparo

A. Preparo Manual

1. Em uma superfície plana, preferencialmente de mármore ou granito, despeje as farinhas (trigo, trigo integral e centeio), o chocolate, o sal e o açúcar mascavo. Abra um buraco no meio e acrescente um pouco de água morna. Misture e vá repetindo o processo até a água acabar. Ao final, misture a margarina, o mel e o fermento. O processo gera uma massa uniforme e macia. Deixe descansar por uma hora em temperatura de cerca de 35ºC.

2. Modele os pães conforme desejado. Pode ser dividido em duas partes e assado em formas de pão ou em porções menores. Por exemplo, 6 pãezinhos de cerca de 12cm por 5cm. Pouvilhe os pães com fubá. Coloque-os em uma ou mais assadeiras untadas, cubra com um pano e deixe descansar até dobrar de tamanho (cerca de 1 hora).

3. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Leve os pães crescidos para o forno e deixe assar até dourar (cerca de 35/40 minutos). Tire do forno e deixe esfriar por 15 minutos. Sirva com manteiga.

B. Preparo da Massa na Máquina de Pão, Assado no forno convencional

1. Coloque todos os ingredientes com exceção do fubá na máquina de pão. É recomendado que a ordem dos ingredientes seja seguida, ou seja, começar pela água morna e terminar pelo fermento. Ligue no ciclo “Massa” e deixe até o processo terminar. O ciclo geralmente dura 1 hora e 30 minutos.

2. Retire da bandeja da máquina de pão e realize o passo 2 do preparo manual.

3. Idem ao passo 3 do preparo manual.

C. Preparo Total na Máquina de Pão

Coloque todos os ingredientes com exceção do fubá na máquina de pão. É recomendado que a ordem dos ingredientes seja seguida, ou seja, começar pela água morna e terminar pelo fermento. Programe a máquina de pão da seguinte forma: ciclo – normal, quantidade de massa – I e cor – média. Quando estiver pronto é só servir.

Observações

  • O modo de preparo C não utiliza o fubá;
  • O preparo na máquina de pão pela primeira vez deve ser acompanhado. Observe que a massa, após batida, fique no formato de uma bola, não grudando nas paredes da bandeja e totalmente uniforme. Pequenas variações de máquinas ou de temperatura podem fazer com que isso não aconteça. Se ficar grudando nas paredes da bandeja, adicione mais farinha. Se não ficar uniforme (massa muito dura) adicione mais água morna. A princípio, a receita do post funciona bem em grande parte das máquinas de pão;
  • É importante que o fermento seja novo e que não esteja aberto (fermento arejado não funciona). O ideal é comprar um saquinho no supermercado especificamente para a receita;
  • O fermento deve ser do tipo “seco instantâneo”. Isso não é o mesmo que somente “seco”;
  • Se a temperatura ambiente for mais baixa que 24ºC, aproxime o pão de um local mais quente (fogão, estufa, etc.) para obter a temperatura ideal.

Vou guardar a receita aqui e quando fizer mostro o resultado.

Até a próxima!
Cláudia Sachs

Anúncios
Publicado em Culinária. Tags: , , , . Comentários desativados em Outback – O pão docinho
%d blogueiros gostam disto: