Magra ou gorda? Como você se vê?

Independente das opiniões alheias, como você se vê? Como você se sente?

Eu sempre fui magra (eu diria seca). Tenho 1,58m de altura. Dos meus 15 aos 18 anos meu peso era 46.250g cravadinhos!! Mas estomago saltado, peito enorme e barriga eram uma constante. Não tinha nada de coxa, era pele e osso, por que tudo em cima que pesava. Nunca me gostei muito, embora magra, me achava gorda de perna fina, uma esquisitice só. Acho que isso foi uma das coisas que me manteve afastada das areias da praia ou das águas azuis das piscinas.

Depois dos 18 o peso aumentou, estabilizando em 54kg. Um deslize muito forte em 1995 me fez terminar o ano com quase 70kg. Mas 2 anos depois já estava estabilizando novamente em 54Kg, com um pequeno efeito sanfona oscilando entre 52kg a 56kg.

O verão não tinha muita diferença do inverno, a não ser claro, a temperatura. Mas tipo, eu até ia para a praia com amigos, mas não chegava a ir para a beira. Durante anos tive 1 biquíni só (e ele ainda existe) ou até nenhum, e nunca senti a menor falta. Ia para a praia e nem levava. No máximo uma bermuda e uma camiseta, bem larga de preferência.

Neste caso, não tem regime que resolva, não tem abdominal que arrume. Só mágica! E por isso que, quando apareceu a oportunidade de fazer a lipo e arrumar o peito eu não pensei duas vezes. Eu só precisei me ajustar financeiramente para poder honrar com todos os compromissos financeiros assumidos e me atirei, de corpo e alma.

Agora me vejo magra, me vejo como sempre quis me ver.

Quero começar academia, por que agora tenho um corpo digno, que merece este cuidado, e que, se eu fizer tudo direitinho, vai me trazer resultados. Não sou doente nem neurótica por perfeição. Mas queria vestir uma blusinha, me olhar no espelho, e não ter que colocar um casaco para esconder os “excessos”.

Estas mudanças mexem muito mais com o nosso cérebro do que com o corpo em si. Muda muita coisa internamente. Dizem que algumas mulheres entram em uma pequena depressão ao se verem mudadas, eu não entrei, a não ser em estado de euforia, que me encontro até hoje. Mesmo com macaquinho, mesmo com esponja na barriga, mesmo com toda essa “mão de obra”, sou só sorriso. O olho brilha diferente. Passo um tempão em frente ao espelho olhando todos os detalhes.

E você? Como se sente? Quer contar um pouquinho da sua história?

Beijocas
Cláudia Sachs

Anúncios

Mantendo o corpinho em forma

Depois de “ganhar” um corpinho novo, é hora de pensar em manter. Nunca fui gorda, mas também nunca fui magérrima. Uma mulher normal, com todas as suas gordurinhas irritantes nos (in)devidos lugares. Mas este corpinho novo merece mais atenção e dedicação.

Malhação:
Sempre fui avessa à malhação. Não gosto de academia. Na minha aborrecência eu tentei várias vezes malhar, acabava indo na academia só no dia do pagamento (afff). Mas tudo isso tem que mudar. O corpo pede que a gente se mexa. Então, logo que o médico me der alta, vou voar para a academia, aproveitando que a minha enteada é personal trainer!! E a minha cunhada é dona da academia. Tudo em família! Qual academia? Tentos.

Alimentação:
Corpinho em forma, alimentação saudável. Almoço fora praticamente todos os dias, em restaurantes próximos ao trabalho. Saladinha e grelhado tem sido a opção para o almoço. A noite, um sanduiche ou torrada, algo mais leve. Pela manhã, trocamos o tradicional café com leite (ou com nescau) por uma batida de frutas e 2 colheres de ração humana. Dizem que emagrece.

Ração Humana:
Depois da cirurgia, muitas pessoas vieram conversar comigo sobre regimes e manutenções de peso. Uma constante me chamou atenção: Ração Humana. Mas que diabos é isso? Google-it!!!

Ração humana é um composto de farinhas, farelos e fibras que promete (obviamente que não sozinho) manter o corpo em equilíbrio, fazendo com que trabalhe feito um reloginho e com isso, emagrecendo de forma extremamente saudável. 2 colheres de sopa diariamente e uma alimentação sadia faz com que o corpo emagreça até 4kg por mês. Interessante. O bom é que não tem gosto forte de nada que possa enjoar.

Gostou da idéia? Eu amei!

Anota ai a receita e a dica que a minha priminha Marcia (Nutricionista) me mandou quando eu questionei a ela sobre a existência da Ração Humana:

Sim, conheço a Ração Humana, inclusive fiz em casa e estou consumindo. É bem bom e eu recomendo para as minhas pacientes.
Recomendo SEMPRE comprar os produtos e fazer em casa. Todos os produtos no mercado (público) custam em torno de 17 pila e rende 1 kg (ou pouquinho mais).

Receita:

– 200 g de farelo de trigo;
– 100 g de extrato de soja;
– 100 g de linhaça dourada (pó ou grão, prefiro que seja grão);
– 100 g açúcar mascavo;
– 100 g aveia (prefira flocos);
– 100 g de gergelim;
– 100 g de germen de trigo;
– 100 g gelatina sem sabor;
– 25g de levedo de cerveja (pode usar até 100g, sem problemas);
– 25g de guaraná em pó (pode usar até 100g, sem problemas);
– 50 g de  cacau em pó (s/açúcar) (pode usar até 100g, sem problemas);

 Espero que você goste. Com mais cacau, fica um gostinho bom de chocolate. Dá para misturar no leite, iogurte natural, frutas picadas…

Bjs.
Márcia

Nutricionista Ms. Márcia Keller Alves
Especialista em Nutrição Clínica (ASBRAN) e Esportiva (ESEFM)
Doutoranda – PPG BCM/PUCRS
Personal Diet – http://corpolevepersonaldiet.blogspot.com       http://nutricionistamarcia.blogspot.com/

 

Até a próxima!
Cláudia Sachs

 

Publicado em Cirurgia Plástica. Tags: , , , , , . Comentários desativados em Mantendo o corpinho em forma
%d blogueiros gostam disto: